Bloqueio de bens de Clésio Andrade é ilegal

“Eu tomei um calote do Marcos Valério. Ele não me pagou pela DNA e nem pela SMP&B. A minha inclusão neste inquérito só ocorreu recentemente e de forma indevida, o que provocou sua vinda para o Supremo Tribunal Federal. Não tenho nenhuma responsabilidade sobre o assunto”.

Foi assim que Clésio Andrade se pronunciou sobre a absurda decisão da justiça de colocá-lo no inquérito do mensalão, e também de declarar o bloqueio de bens em suas contas. Sócio de duas agências em que Marcos Valério era funcionário, Clésio Andrade foi forçado à denúncia de seu mandato de senador para se defender dos ataques do governo, até então, governado por petistas.

Bloqueio de bens é violência

Clésio Andrade

Segundo seu advogado, Eugênio Pacelli, a decisão do bloqueio de bens é completamente equivocada:

“Esses são fatos de quase 20 anos atrás. Nunca se adotou violência igual nem em âmbito penal. São tempos difíceis em que o recebimento de uma ação, sem qualquer participação probatória da defesa, já é transformada em motivo para constrições tão violentas aos direitos de pessoa que ainda não teve nem condenação de primeiro grau”.

Curiosamente, Marcos Valério, o operador do esquema do mensalão, foi punido com o bloqueio de bens, embora isso não seja necessário, já que seus bens estão bloqueados desde 2005. Eduardo Azeredo, o político beneficiado pelo esquema do mensalão, foi poupado do bloqueio pelo juiz que puniu Clésio Andrade, inocente segundo a própria justiça. Em um país onde o Supremo Tribunal Federal instrui Renan Calheiros sobre como fugir da justiça, não é de se estranhar que se puna a vítima, e não o bandido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s